terça-feira, 3 de outubro de 2017

Poesia: A Diva Baiana, por Cairo Pereira



A morena mais formosa da Bahia
vem pedir-me com seu canto, brandamente
um poema que lhe inspire em todo dia
que a pungência vem doer no peito e mente.

Não entendo como pode a nostalgia,
solidão ou depressão na mais silente
noite escura de uma terra em que a magia
faz seu povo ser tão manso e tão contente.

Como pode a mais formosa entre as donzelas
ter no peito mil quimeras – diamantes!
E dizer não conseguir nenhuma delas?

É que o belo sempre si tem radiantes
luzes fortes, vivas, claras, amarelas...
E não pode se amargar como os amantes.

Cairo Pereira

---
É paulistano e vive em Poá (SP). Possui 9 livros inéditos de poesia e 2 romances eróticos. Teve poemas publicados em Antologia Poética e no Boletim Salesiano de 2005. Além disso, em 2003, ficou em terceiro lugar em um concurso de poesia de Ferraz de Vasconcelos (SP). Participou da oficina de Fotografia realizada pelo Instituto de Formação Augusto Boal (IFAB), tendo o apoio da Associação Cultural Opereta, sob a orientação de William Ferro Atualmente está cursando Fotografia na Universidade Paulista (UNIP). E desenvolve o blog Com Sabor de Trufas. Facebook: Cairo Pereira.

---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte / Instangram: balcaodarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário