sexta-feira, 14 de abril de 2017

Noite avançada, por Claudio Domingos Fernandes


Já é tarde
As cadeiras começam a ser recolhidas
As portas começam a baixarem
o moço das flores conta o rendimento
da noite
pedimos a conta
perdemos a noção do tempo
pedimos a possibilidade de
uma última dança
mas o vocalista da banda
já se retirou,
também o baterista
já se mostra indisposto
não insistimos
pagamos
saímos
já é tarde
mas o tempo não nos faz sentido
só nossos olhos uns no outro
nossas mãos entrelaçados
nossos lábios encontrados
sob um céu cinza
de lua apática
só nossas línguas enroscadas
tem sentido
tudo o mais se apaga
na noite avançada.

---
Formado em Filosofia (Licenciatura), casado, dois filhos, trabalha na Secretaria de Educação de São Paulo, leciona Filosofia no Ensino Médio. Coordena Oficinas Culturais na Associação Cultural Opereta, onde ensina Italiano. É membro do conselho do Instituto de Formação Augusto Boal. É membro fundador da Associação Cultural Rastilho (A.CURA). Lançou "Vácuos Mundi" e "O Todo em Fragmentos". E-mail: cdomimgosfernandes@uol.com.br

---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte / Instangram: balcaodarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário