terça-feira, 24 de março de 2015

Eu, por Ailton José Ferreira













Eu quero escrever palavras desnecessárias.
Palavras medidas por aritmética nula.
Eu quero parir de necessidades inconsequentes.
Necessidade de medo e horror adjacentes.
Eu quero a verdade oculta de mentira putre.
Oculto o meu ser de mentira e o nego na verdade.
Eu quero disparar ruínas contra o sol.
Ruínas do meu ser, que entra em estol.
Eu quero perdurar por ideias nefastas meu ser.
Ideias de glórias e um torpor do qual não posso ter.


Ailton José Ferreira
11 de outubro de 2003

---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte / Instangram: balcaodarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário