quarta-feira, 11 de junho de 2014

Eu, por Magno Oliveira












Eu fico parado, o tempo passa. Você não.
As pessoas vivem no vai e vem
Não percebem a sua beleza, nem a tristeza da solidão.
Não querem o mal, mas não lutam pelo bem.
São tratados como gados e aceitam a situação
Eu não sou diferente ás vezes isso acontece comigo também.
Mas luto, luto contra conchavo e qualquer tipo de conspiração
Não vendi a minha alma, nem a venderam
Tenho ainda coração
Tenho esperança seu sorriso a mantém
Não irei me render, que caia o inimigo então...

Magno Oliveira


---
Nascido em Santa Isabel, interior paulista, no ano de 1992. É estudante de jornalismo, administra 3 blogs: Folhetim Cultural, Folhetim Esportivo e Poeta Magno Oliveira. Já teve poesias publicadas em jornais, revistas digitais, sites e blogs. Em 2012 poesia Heroico Sorriso foi publicada num livro.


---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário