domingo, 24 de novembro de 2013

O que é "Flash Mob"?, por Joyce Gomes

Durante o curso de Publicidade  e Propaganda ouvi falar sobre "Flash Mob" e, até mesmo, os professores nos mostraram algumas gravações para exemplificar o que era. Esse assunto voltou à tona quando eu assisti ao filme "Eu danço, ela dança 4" ´(É mais um deses filmes que abordam a dança, estilo de esporte que eu adoro assistir apesar de não continuar praticando). O assunto é bem interessante, mas antes de mostrar exemplos de "Flash Mob", é necessário explicar o que é.

Denilson Lima explica que

O termo flash mob é usado para se referir a um grande grupo de pessoas que se juntam repentinamente em um local público para fazer alguma ação e rapidamente saem do local. Geralmente, esse tipo de ação é organizado, combinado, coordenado etc., por meio de redes sociais, e-mails ou outros meios parecidos. (LIMA, Inglês na Ponta da Lingua)

Como Lima afirmou, o Flash Mob é a ação de um grupo para atingir alguma finalidade. Esse movimento pode ser utilizado também como forma de protesto. Nesse mesmo filme que mencionei acima (Se ela dança, eu danço 4) houve um pequeno questionamento da contraposição de fazer arte pela arte e fazer arte como forma de protesto. Então, fiquei pensando cá com os meus  botões: Aonde estão os artistas que utilizam a arte como meio de protesto para reivindicar melhorias em nossa sociedade? 

Levanto essa questão, visto que, ao longo das décadas, houveram muitos artistas que produziram para protestar contra algo. Percebo que eles fizeram tão bem que continuam vivos (apesar da maioria já ter falecido) na mente e na boca das pessoas. Enfim, eles passaram e deixaram uma herança para a nossa geração. E me pergunto mais uma vez: Como produzir algo para protestar contra algo nessa maré de informações abundantes de "coisas" que já foram criadas e estão sendo (re)criadas?

O flash mob é um movimento que me emociona, visto que estamos inseridos num mundo individualista. E esse é um desses movimentos coletivistas que são organizados para atingir a um objetivo. E essa união entre as pessoas para se atingir o objetivo, me fascina e me emociona verdadeiramente.

Há muitos flash mobs disponíveis para ser assistidos no youtube. E muitos deles são bem criativos, outros não. A criatividade está mais presente em uns momentos do que nos outros, mas independente disso, quando ela é trabalhada em conjunto, a satisfação atingida é muito maior. É o ápice do êxtase, chegando quase a um delírio!

E nesses vídeos (que deixo aqui), mostram essa criatividade explorada pelo conjunto. 

Nesse primeiro vídeo, ficou muito interessante a camuflagem das pessoas com os quadros do museu. É como se o quadro ganhasse vida e começasse a se mover. Isto é, uma arte recorrendo ao outro estilo de arte para se fazer.




Nesse vídeo percebe-se que as pessoas se aproximam como clientes e assumem o papel de "Flash Mobbers". O destaque nessa cena é a iniciação da dançarina nova, isto é, está focando a dança já que esse era o forte da personagem Emilly.




E nesse vídeo abaixo e o último, percebe-se que eles são diferentes e que o intuito deles é protestar contra algo (no caso contra a demolição do bairro deles). No último, eles acrescentam efeitos especiais, como bater metal no asfalto para sair faíscas, dançar verticalmente ao utilizar a cama elástica e elásticos presos ao corpo para ir e vir, isto é elementos que buscaram a criatividade para diferenciar esse Flash Mob dos que já  foram utilizados.






Eu tiro esses exemplos do filme que assisti, e eles são perfeitos por isso, pois há um grupo de pessoas por de trás que trabalha para produzir algo bem melhor. Mas na realidade, isso é mais comum do que pensamos ser, pois enquanto pesquisava acerca desse assunto, verifiquei que aconteceu dois "Flash Mobs" na minha cidade. Assista aos vídeos abaixo:






As pessoas qu realizam o "Flash Mobbing" (ação de fazer o Flash Mob) focam-se, na maioria das vezes, em dança, porém pode ser utilizados outras fontes artísticas para realizar tal ação. Isto é, pode utilizar somente de música, teatro, ou misturar tudo.



Há uns dois anos atrás, eu me deparei com um Flash Mob durante o lançamento dos livros de Claudio Domingos Fernandes e Marco Aurélio Pinheiro Maida, em Suzano. No instante que vi, sabia que era apenas uma intervenção teatral. Porém, foi uma intervenção tão rápida e agora percebo que aquela ação também pode ser encarada como um Flash Mob. Infelizmente não encontrei o vídeo no youtube. Talvez, eles mesmos desconhecessem o que seria isso. Mas enfim, durante a exposição dos autores sobre o livro, algumas pessoas na plateia se dispuseram contra os escritores como sendo estes os plagiadores. E nós, meros espectadores, acreditamos que seria um "protesto" contra os escritores, sendo que, ao final, percebemos que tudo era combinado entre eles. 

Foi muito interessante assistir a essa ação! Bem como o filme mencionado acima, percebemos que foi utilizado uma forma artística dentro da outra para chamar a atenção dos espectadores, visto que, nesse último exemplo, foi utilizado o teatro para atingir um evento literário. Foi uma ação muito bacana de se assistir!

Depois de ler sobre o assunto, vamos criar o nosso "Flash Mob"? Depois de ler sobre isso, vamos participar de um evento assim? Vamos assistir?

Se alguém souber de um evento desse estilo que vá acontecer aqui no Alto Tietê, mande uma mensagem para a gente. Gostaríamos muito de participar! 

E se nós soubermos de algo, é claro que vamos lhe comunicar!

Joyce Gomes
24 de novembro de 2013



---
Professora da Rede de Ensino de Poá, Graduada em Letras (UBC), Graduando em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda (UMC). Conquista da Menção Honrosa e de Prêmios com o grupo Vibe Comunicação na UMC: Relatório Acadêmico "Do Fusca ao New Beetle: Trajetória de Campanhas (Menção Honrosa - 2009)"; Painel, Relatório e Campanha Alternativa "Marketing Esportivo no Futebol" (Prêmio Excelência - 2010); Painel e Campanha Publicitária "Associação Cultural Opereta" (Prêmio Excelência - 2011). Participou do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/UMC) com a pesquisa "Trajetória de campanhas do Fusca e o seu impacto sobre o consumidor" (2010/2011). Finalizou recentemente o curso Elaboração de Materiais Didáticos com Recursos Tecnológicos e Produção de Conteúdo para Educação Online (SENAC/2013). Foi voluntária, de 2011 a 2013, como Secretária na Diretoria Executiva, bem como na Comunicação da Instituição Cultural Sem Fins Lucrativos Associação Cultural Opereta. Conquista do Prêmio (2011) e da Menção Honrosa (2012) no 7º e 8º Prêmio Mogi News/ Chevrolet de Responsabilidade Social com o Projeto "Passos da Paixão", da Associação Cultural Opereta. Atualmente desenvolve os blogs Balcão da Arte, Guitarra Flutuante, Joyce Gomes: Professora e Publicitária.



---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte

Um comentário: