terça-feira, 1 de outubro de 2013

Parábola do bom ateu*, por Claudio Domingos Fernandes


Reunidos à multidão, os chefes dos pastores, dos padres e dos doutrinadores das mais diversas Igrejas, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntaram: 

“Senhor, que devemos fazer para receber em herança a vida eterna?”

Jesus lhes disse: 

“O que está escrito na Lei? Como lês?”

Unanimes, responderam: 

“Ensinarás a Boa Nova, sem subterfugio, sem interesses mesquinhos, sem proselitismo, batizando aqueles que crerem”

Jesus lhes disse: 

“Respondestes corretamente. Fazei isso e vivereis.”

Então interrogaram Jesus: 

“E quem não crer? Devemos espancar?”

Jesus respondeu com a seguinte parábola: 

“Certo homem, que voltava de ‘seus trabalhos’, caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora deixando-o quase morto. Por acaso, um padre estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. O mesmo aconteceu com um pastor: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado. E outro pastor, ainda, passando, desviou o olhar, esconjurando o homem caído. Mas um ateu que pelo mesmo caminho passava, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. Aproximou-se dele e fez curativos, cuidou dele e o ajudou a chegar em casa. No dia seguinte, passou por sua casa para saber se ele e a família estavam bem."

Terminada a parábola, Jesus perguntou: 

“Para vocês que chamam-me Senhor, qual dos homens cumpriu a Boa Nova, para com o homem que caiu nas mãos dos assaltantes?”

Os chefes dos pastores, dos sacerdotes e dos doutrinadores de todas as Igrejas foram concordes: 

“Aquele que não o julgou por sua crença e usou de solidariedade para com ele.”

Então Jesus lhes disse: 

“Este é o princípio da Boa Nova. Ide e fazei a mesma coisa. Não há Boa Nova sem misericórdia e compaixão."


* Poderia ser do “Bom Pai de Santo, do Bom Gay, Do Bom Budista, do Bom Mulçumano, do Bom Cristão... 


---
Formado em Filosofia (Licenciatura), casado, dois filhos, trabalha na Secretaria de Educação de São Paulo, leciona Filosofia no Ensino Médio. Coordena Oficinas Culturais na Associação Cultural Opereta, onde ensina Italiano. É membro do conselho do Instituto de Formação Augusto Boal. É membro fundador da Associação Cultural Rastilho (A.CURA). Lançou VACUOS MUNDI. E-mail:cdomimgosfernandes@uol.com.br

---
Balcão da Arte 
E-mail: balcaoarte@gmail.com / Facebook: Balcão da Arte / Comunidade no Facebook:  Balcão da Arte / Google Plus: Balcão da Arte / Comunidade no Google Plus: Balcão da Arte / Twitter: @balcaodarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário