segunda-feira, 16 de abril de 2012

Martelos, por Joyce Gomes


Para Anderson Borges


Hoje será um linguajar diferente que ganhará a cantoria.

É o Ploc Emoção, falando sobre o Pok Razão, culminando um Ploc Pok diferenciado.

Mas um martelo só é um objeto de construção se vários Ploc Poks ganharem musicalidade e construírem algo concreto.

Então o meu martelo pergunta para o seu “Ploc pok ploc?

E o seu responde “ Ploc, Ploc Pok Ploc!”.

A melodia está quase concluída e o meu martelo lhe diz “Ploc Pok Ploc Pok Ploc Pok, Pok Ploc Pok Ploc Pok Ploc Ploc!

Já que o seu martelo está descansando, instantaneamente decodifico-lhe a melodia dessas onomatopeias cantarolantes para que você se envolva nela tal como a compreendi...

E os Ploc Poks decifrados cantarolam: 

Você é o presente do presente, e eu sou o som da construção!”



Joyce Cristina Leme Gomes 
Professora da Rede de Ensino de Poá, Graduada em Letras (UBC), Graduando em  Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda (UMC). É voluntária como Secretária na Diretoria Executiva, bem como na Comunicação da Organização Não Governamental (ONG) Associação Cultural Opereta. Atualmente desenvolve o blog da Associação Cultural OperetaJoyce Gomes: Professora e Publicitária e Cantinho das Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário